Pular para o conteúdo principal

Inverno e mudança de clima, a onda de gripes e viroses aumenta


 Todo mundo sabe que, com a chegada do inverno e mudança de clima, a onda de gripes e viroses aumenta entre a população. Mas, o que poucas pessoas sabem é que existem alimentos ricos em nutrientes que ajudam a manter o corpo longe destas e outras doenças, sem muito esforço.
 
De acordo com a nutricionista do Hapvida Saúde, Larissa Albuquerque, o sistema imunológico deficiente está diretamente ligado ao aparecimento de algumas doenças. Segundo ela, a água é o principal líquido que ajuda a deixá-lo em dia.
“A água é o responsável pelo bom funcionamento do nosso corpo. Para que tudo funcione bem é preciso de água. Para se ter ideia, aguentamos ficar mais tempo sem comer do que sem ingerir água. Sem ela, morremos muito rápido. A água é peça fundamental”, afirmou.
 
Além da água, a nutricionista lembra que altas quantidades de gordura e açúcar podem prejudicar a imunidade e que a magreza e a obesidade podem estar associadas a um sistema imunológico debilitado.
 
Entre os alimentos que devem ser ingeridos para manter a saúde e a imunidade em dia, Larissa indica o consumo de cenoura, manga, mamão, laranja, melão e vegetais verdes como couve, rúcula e mostarda. “Os vegetais têm betaglucano, que ajuda no quesito imunidade. É preciso consumir vegetais, hortaliças e frutas, pois eles promovem as reações imunológicas”, explica a nutricionista.
 
Ela lembra, ainda, de outros pontos fundamentais para uma boa alimentação. “Existem os sais que são fenológicos e importantes para a imunidade. Temos também o trigo, que é rico em sacarídeo e os ricos em Omega 3”, observa Larrisa.
 
Outros alimentos como a castanha do Brasil, que é rica em magnésio e selênio, além de peixe, atum e sardinha, que são ricos em ômega 3, também são importantes para o bem-estar do corpo. “Salmão, atum e sardinha são ricos em Omega 3. Mas, é possível encontrar também no azeite e oliva extravirgem e na canola”. Larissa explica, ainda, que o corpo precisa de 44 tipos de nutrientes para estar completamente nutrido. “Tudo o que a gente tem são doenças nutricionais e falta de micronutrientes. Cabelo ressecado, pele ressecada, tudo isso nada mais é do que falta de nutrientes”, finaliza Larissa.
 

Postagens mais visitadas deste blog

TRATAMENTO DA GENGIVA

As doenças periodontais são doenças inflamatórias crônicas, de origem infecciosa, que atacam a gengiva. As duas principais são a gengivite e a periodontite. A gengivite é caracterizada pelo sangramento da gengiva.

Já a periodontite é uma progressão da gengivite, na qual pode haver perdas óssea e do tecido que fica em torno do dente.

O que é gengivite?

Suas principais características são: gengiva com coloração avermelhada, inchada, sensível e presença de sangramento, decorrente da irritação causada pela placa bacteriana.

O que é periodontite?

É uma progressão da gengivite, podendo levar à perda das estruturas de sustentação do dente (gengiva, ligamento periodontal e osso), causada pelo tártaro (placa bacteriana calcificada). A progressão da doença periodontal e a falta de tratamento adequado podem levar à mobilidade dental (dentes moles), mudança na posição dentária e até a perda dos dentes.

Como tratar?

•Elimine a placa bacteriana aderida aos dentes, fazendo uma boa higiene bucal, com o uso …

Com uma boa alimentação e atividade física em dia, é mais fácil correr da obesidade.

A obesidade é uma doença crônica que afeta grande parte da população, sendo considerada fator de risco para diversas doenças.

O obeso tem mais propensão ao desenvolvimento de hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula.

Fatores psicológicos também podem ser afetados, acarretando diminuição da autoestima e até depressão.

A prática de atividades físicas e uma alimentação adequada são duas importantes formas de prevenção.


11 de outubro - Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

Como funcionam os planos de saúde para quem é MEI (Micro Empreendedor Individual) ?

Para  contratar um plano de saúde empresarial é preciso ter um CNPJ ativo. Bastando apresentar na contratação: Comprovante de inscrição no CNPJ;Certificado do MEITer 2* ou mais pessoas para aderir ao planoAlguns planos de saúde permitem realizar a contratação a partir de 2 pessoas, já outros a partir de 3 pessoas.