Pular para o conteúdo principal

A Organização Mundial da Saúde alerta sobre os perigos do consumo do mineral na infância


Foi-se o tempo em que problemas de pressão alta eram exclusividade dos adultos. A grande quantidade de alimentos industrializados e ricos em sódio na refeição das crianças está mudando o cenário. O mineral, que é adicionado aos produtos para estender o prazo de validade, é o maior vilão dos riscos de hipertensão nos pequenos. Isso porque ele está presente em grandes quantidades nos alimentos bastante adorados pela criançada: bolacha recheada, refrigerante, fast food, macarrão instantâneo, salgadinhos, entre outros. 


O crescente número de casos de pressão elevada durante a infância chamou a atenção da Organização Mundial da Saúde (OMS), que tomou medidas para limitar o consumo de sódio pelos pequenos. Agora o recomendado é a ingestão de menos de dois gramas por dia para meninos e meninas entre dois e 15 anos. Para se ter uma ideia da quantia, um pacote de 85g de macarrão instantâneo sabor galinha caipira atinge quase 70% dessa cota diária. 

Além da redução de sódio, a OMS aconselha também a aumentar o consumo de potássio para 3,5 gramas por dia. O mineral que está presente em frutas e verduras ajuda o coração a trabalhar, facilita a dilatação dos vasos e auxilia na eliminação do sódio pelos rins. A ingestão de frutas e verduras aliada a outros bons hábitos de alimentação podem evitar que crianças tenham problemas graves na vida adulta. O conselho se estende aos pais: na vida adulta ou na infância, o ideal é reduzir os industrializados e maneirar na adição de sal na hora das refeições. 

Fique atento: os valores que indicam pressão alta na infância são diferentes dos que estamos habituados. Enquanto os adultos são diagnosticados como hipertensos com medidas acima de 14 por 9; nas crianças, esse índice varia. Um menino pode ser considerado hipertenso com pressão de 11 por 6, por exemplo. Por isso, os pais devem conversar com o pediatra sobre a alimentação dos filhos e solicitar a medição de pressão em todas as visitas ao consultório. 



Fonte: Revista Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

Como funcionam os planos de saúde para quem é MEI (Micro Empreendedor Individual) ?

Para  contratar um plano de saúde empresarial é preciso ter um CNPJ ativo. Bastando apresentar na contratação: Comprovante de inscrição no CNPJ;Certificado do MEITer 2* ou mais pessoas para aderir ao planoAlguns planos de saúde permitem realizar a contratação a partir de 2 pessoas, já outros a partir de 3 pessoas.

PROGRAMA NASCER BEM da Hapvida

O Nascer Bem é um programa de assistência pré-natal da HapPrev (medicina preventiva do Hapvida) de Pernambuco e Fortaleza criado com todo o carinho para acolher melhor nossas mamães.  Nosso objetivo é melhorar a qualidade do atendimento as mulheres grávidas e seus futuros bebês,  proporcionando tranquilidade e confiança, durante toda a gestação. O programa foi criado para dar assistência as gestantes, que podem contar com equipes multiprofissionais e toda nossa estrutura de serviços de saúde Como faço para participar do programa nascer bem? Descobriu que está grávida? Entre em contato com a nossa Central de Atendimento às Gestantes, através do telefone 4020.1785, atualize seus dados cadastrais e verifique qual o melhor Núcleo Nascer Bem para agendar seu atendimento.
BENEFÍCIOS:  Acolhimento com enfermeiro obstetra e consultas com médicos;  Acompanhamento especial para gestantes de risco com visita domiciliar;  Central de gerenciamento de gestantes;  Seu bebê já vai para casa com consulta p…

Hapvida é o plano preferido dos pernambucanos.

Pela 4ª vez consecutiva, o Hapvida conquista o 1º lugar no Prêmio Recall de Marcas do SJCC, consolidando-se como o plano de saúde preferido do povo pernambucano.