Pular para o conteúdo principal

A Hanseníase: Vamos juntos eliminar


É no mínimo instigante, o fato de uma doença quase tão antiga quanto a humanidade como a Hanseníase (conhecida pela maioria como Lepra) permanecer, apesar de todos os novos conhecimentos sobre suas causas e tratamento, tão envolta em preconceitos e tabus. Talvez porque muitos a julguem associada apenas às baixas condições sociais.
É verdadeiro que fatores sociais estão envolvidos, como situações precárias de moradia, alimentação e saneamento básico, que, sem dúvida, comprometem a capacidade de defesa do organismo humano, diante de uma doença infecto-contagiosa, provocando uma maior incidência nesta parcela da população, menos favorecida. A Organização Mundial de Saúde relaciona esta incidência ao status de desenvolvimento do país. Quanto maior a pobreza populacional, piores condições de vida e consequentemente maior número de casos registrados.
A Hanseníase é provocada por uma bactéria, o Bacilo de Hansen (nome do seu descobridor) e penetra no corpo humano através das vias aéreas. O desenvolvimento da doença dependerá da capacidade individual, pré-determinada geneticamente, de elimina-lo ou não.
A grande maioria da população possui este fator de resistência. Um percentual bem menor, adoece.
A partir da infecção, inicia-se uma batalha imunológica, que pode resultar na total destruição do bacilo ou no desenvolvimento das várias formas da doença. A forma inicial é caracterizada por manchas brancas com diminuição de sensibilidadee. Pode, então, evoluir para formas mais graves e disseminadas de lesões, naqueles pacientes menos resistentes, ou para o aparecimento de manchas vermelhas, anestésicas (sem sensibilidade) e em pouco número, nos pacientes com melhor capacidade de defesa.
Todas as formas da doença são passíveis de tratamento e apenas algumas oferecem risco de contágio. Mesmo estas, quando iniciado o tratamento, tornam-se não-contaminantes, pela quase total destruição dos bacilos. Percebe-se, então, que o paciente em tratamento pode e deve conviver sem absolutamente nenhuma restrição com seus familiares e sociedade em geral.
Todo o tratamento e acompanhamento do paciente é realizado em serviços públicos (Postos de Saúde) e toda a medicação é gratuita.
O combate ao preconceito infudado, através da divulgação desses conhecimentos e o maior acesso da população a melhores condições de vida e saúde, poderão mudar a atual realidade. A Hanseníase precisa deixar de ser uma doença desconhecida e estigmatizada para ser verdadeiram
ente controlada.

Postagens mais visitadas deste blog

TRATAMENTO DA GENGIVA

As doenças periodontais são doenças inflamatórias crônicas, de origem infecciosa, que atacam a gengiva. As duas principais são a gengivite e a periodontite. A gengivite é caracterizada pelo sangramento da gengiva.

Já a periodontite é uma progressão da gengivite, na qual pode haver perdas óssea e do tecido que fica em torno do dente.

O que é gengivite?

Suas principais características são: gengiva com coloração avermelhada, inchada, sensível e presença de sangramento, decorrente da irritação causada pela placa bacteriana.

O que é periodontite?

É uma progressão da gengivite, podendo levar à perda das estruturas de sustentação do dente (gengiva, ligamento periodontal e osso), causada pelo tártaro (placa bacteriana calcificada). A progressão da doença periodontal e a falta de tratamento adequado podem levar à mobilidade dental (dentes moles), mudança na posição dentária e até a perda dos dentes.

Como tratar?

•Elimine a placa bacteriana aderida aos dentes, fazendo uma boa higiene bucal, com o uso …

Como funcionam os planos de saúde para quem é MEI (Micro Empreendedor Individual) ?

Para  contratar um plano de saúde empresarial é preciso ter um CNPJ ativo. Bastando apresentar na contratação: Comprovante de inscrição no CNPJ;Certificado do MEITer 2* ou mais pessoas para aderir ao planoAlguns planos de saúde permitem realizar a contratação a partir de 2 pessoas, já outros a partir de 3 pessoas.

Com uma boa alimentação e atividade física em dia, é mais fácil correr da obesidade.

A obesidade é uma doença crônica que afeta grande parte da população, sendo considerada fator de risco para diversas doenças.

O obeso tem mais propensão ao desenvolvimento de hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula.

Fatores psicológicos também podem ser afetados, acarretando diminuição da autoestima e até depressão.

A prática de atividades físicas e uma alimentação adequada são duas importantes formas de prevenção.


11 de outubro - Dia Nacional de Prevenção da Obesidade