Pular para o conteúdo principal

Alimentação saudável previne doenças como câncer


Alimentação
Frutas e verduras fazem bem à saúde e previnem doenças como o câncer.
O consumo de alimentos com alta densidade energética aumenta no Brasil e no mundo e, provavelmente, causa a obesidade. Esses alimentos têm mais de 225 calorias por 100g. Refrigerantes e refrescos, biscoitos recheados, alimentos do tipo fast food e semiprontos estão na lista.
Já a carne vermelha deve ser consumida apenas duas vezes na semana, em torno de 300g (dois bifes), devido ao elevado teor de gordura. É preciso retirar a gordura e dar preferência aos ensopados, cozidos e assados. Com relação às carnes grelhadas, a exposição da proteína à alta temperatura pode formar substâncias cancerígenas. No caso do churrasco, o contato da gordura com a superfície aquecida também pode formar outras substâncias ruins.
Há alimentos que contêm agentes cancerígenos na composição e devem ser evitados. É o caso das carnes processadas, defumadas, curadas ou salgadas (carne de sol, charque e peixes salgados), que além do sal em excesso, são expostas ao alcatrão, o mesmo da fumaça do cigarro. Os embutidos como salsicha, linguiça, mortadela e salame têm conservantes que se transformam no organismo em outras substâncias.
Para alcançar as recomendações diárias de nutrientes e substâncias protetoras é preciso aumentar o consumo de alimentos naturais.
Consumir frutas variadas e hortaliças sem amido, pelo menos cinco vezes ao dia, é uma das recomendações do Instituto Nacional de Câncer (INCA). As frutas e as hortaliças são ricas em fibras e substâncias antioxidantes, consideradas de proteção contra o risco da maioria dos tipos de câncer. As fibras aceleram a passagem do bolo alimentar, diminuindo o tempo de permanência de substâncias cancerígenas no organismo. Já as substâncias antioxidantes protegem contra os danos celulares causados por radicais livres, que podem ativar a formação de tumores.
Atividade Física - Faça 30 minutos diários de atividade física, leve ou moderada. A atividade física protetora consiste na iniciativa de se movimentar, de acordo com a rotina de cada um. Você pode, por exemplo, trocar o elevador pelas escadas, levar o cachorro para passear, cuidar do jardim, varrer a casa, caminhar ou dançar.
Fonte: INCA

Postagens mais visitadas deste blog

TRATAMENTO DA GENGIVA

As doenças periodontais são doenças inflamatórias crônicas, de origem infecciosa, que atacam a gengiva. As duas principais são a gengivite e a periodontite. A gengivite é caracterizada pelo sangramento da gengiva.

Já a periodontite é uma progressão da gengivite, na qual pode haver perdas óssea e do tecido que fica em torno do dente.

O que é gengivite?

Suas principais características são: gengiva com coloração avermelhada, inchada, sensível e presença de sangramento, decorrente da irritação causada pela placa bacteriana.

O que é periodontite?

É uma progressão da gengivite, podendo levar à perda das estruturas de sustentação do dente (gengiva, ligamento periodontal e osso), causada pelo tártaro (placa bacteriana calcificada). A progressão da doença periodontal e a falta de tratamento adequado podem levar à mobilidade dental (dentes moles), mudança na posição dentária e até a perda dos dentes.

Como tratar?

•Elimine a placa bacteriana aderida aos dentes, fazendo uma boa higiene bucal, com o uso …

Como funcionam os planos de saúde para quem é MEI (Micro Empreendedor Individual) ?

Para  contratar um plano de saúde empresarial é preciso ter um CNPJ ativo. Bastando apresentar na contratação: Comprovante de inscrição no CNPJ;Certificado do MEITer 2* ou mais pessoas para aderir ao planoAlguns planos de saúde permitem realizar a contratação a partir de 2 pessoas, já outros a partir de 3 pessoas.

Com uma boa alimentação e atividade física em dia, é mais fácil correr da obesidade.

A obesidade é uma doença crônica que afeta grande parte da população, sendo considerada fator de risco para diversas doenças.

O obeso tem mais propensão ao desenvolvimento de hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula.

Fatores psicológicos também podem ser afetados, acarretando diminuição da autoestima e até depressão.

A prática de atividades físicas e uma alimentação adequada são duas importantes formas de prevenção.


11 de outubro - Dia Nacional de Prevenção da Obesidade