Pular para o conteúdo principal

Envelhecimento Ativo


Obesidade



Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o quantitativo de pessoas acima de 60 anos já corresponde a mais de 12% da população mundial e estima-se que até 2050 tenha-se 2 bilhões de idosos – o que representará cerca de 20 % da população mundial.
O crescimento da proporção de idosos na população é uma tendência mundial. O surgimento de novas tecnologias e os avanços da medicina levou ao aumento da longevidade e fizeram com que a expectativa de vida dobrasse no último século.
No Brasil, a expectativa de vida em 1900 era de 38,5 anos de vida, em 2000 de 68,5 anos e em 2010 de 72 anos. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até 2020, a população de idosos chegará a 32 milhões (cerca de 15% da população total) o que fará de nosso país o detentor da 6ª maior população idosa do mundo.
É fundamental a conscientização dessa mudança do perfil populacional (muitos ainda pensam o Brasil como o país dos jovens) para que se implemente a revisão do papel social e da imagem do idoso com desenvolvimento de políticas públicas e envolvimento de toda a sociedade na busca de um envelhecimento ativo com preservação da autonomia, integração social e melhoria da qualidade de vida do idoso.
O envelhecimento, do ponto de vista individual, é um processo natural de fragilização que provoca progressiva vulnerabilidade fisiológica, fazendo com que o indivíduo idoso esteja mais propenso a problemas crônicos e graves de saúde.
Medidas como a adoção de hábitos saudáveis de vida (alimentação equilibrada, participação ativa no auto cuidado e em atividades físicas) podem postergar a instalação de doenças crônicas. Da mesma forma, o gerenciamento de patologias crônicas já instaladas pode conter seus agravos. A manutenção da independência, prevenção das incapacidades e reabilitação com garantia da qualidade de vida são os principais objetivos da atenção ao idoso.

Fonte: Bradesco 

Postagens mais visitadas deste blog

TRATAMENTO DA GENGIVA

As doenças periodontais são doenças inflamatórias crônicas, de origem infecciosa, que atacam a gengiva. As duas principais são a gengivite e a periodontite. A gengivite é caracterizada pelo sangramento da gengiva.

Já a periodontite é uma progressão da gengivite, na qual pode haver perdas óssea e do tecido que fica em torno do dente.

O que é gengivite?

Suas principais características são: gengiva com coloração avermelhada, inchada, sensível e presença de sangramento, decorrente da irritação causada pela placa bacteriana.

O que é periodontite?

É uma progressão da gengivite, podendo levar à perda das estruturas de sustentação do dente (gengiva, ligamento periodontal e osso), causada pelo tártaro (placa bacteriana calcificada). A progressão da doença periodontal e a falta de tratamento adequado podem levar à mobilidade dental (dentes moles), mudança na posição dentária e até a perda dos dentes.

Como tratar?

•Elimine a placa bacteriana aderida aos dentes, fazendo uma boa higiene bucal, com o uso …

Como funcionam os planos de saúde para quem é MEI (Micro Empreendedor Individual) ?

Para  contratar um plano de saúde empresarial é preciso ter um CNPJ ativo. Bastando apresentar na contratação: Comprovante de inscrição no CNPJ;Certificado do MEITer 2* ou mais pessoas para aderir ao planoAlguns planos de saúde permitem realizar a contratação a partir de 2 pessoas, já outros a partir de 3 pessoas.

Com uma boa alimentação e atividade física em dia, é mais fácil correr da obesidade.

A obesidade é uma doença crônica que afeta grande parte da população, sendo considerada fator de risco para diversas doenças.

O obeso tem mais propensão ao desenvolvimento de hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula.

Fatores psicológicos também podem ser afetados, acarretando diminuição da autoestima e até depressão.

A prática de atividades físicas e uma alimentação adequada são duas importantes formas de prevenção.


11 de outubro - Dia Nacional de Prevenção da Obesidade