Pular para o conteúdo principal

Hospital da Unimed Recife é certificado


O hospital pernambucano Unimed Recife III é, ao lado do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, um dos únicos centros de saúde do País a receber a certificação nível seis da Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS). A certificação avalia o modelo de adoção do prontuário eletrônico pelas instituições e possui uma graduação que vai de zero a sete.
Fornecedora do sistema de gestão da Unimed Recife, a também pernambucana MV Sistemas trabalhou em conjunto com o hospital nos últimos quatro meses para que sua solução pudesse ajudar o hospital a receber o reconhecimento. O anúncio da certificação acontecerá hoje, durante a 1ª Conferência e Exposição Anual da HIMSS na América Latina, em São Paulo.
De acordo com o diretor geral da MV, Luciano Regus, a ferramenta oferecida para a Unimed Recife é a mesma empregada pelos outros clientes da empresa. “Provemos o sistema de gestão hospitalar e prontuário eletrônico. O software faz gestão completa dos registros médicos para que se garanta a segurança do paciente. Entretanto, adotar a solução em sua totalidade éuma decisão da administração do hispital e depende, também, de uma mudança cultural. A Unimed Recife foi pioneira nesse processo de inovação e agora isso está sendo reconhecido”, afirma Regus.
A certificação a HIMSS qualifica os hospitais desde o estágio zero, quando o centro de saúde funciona de forma analógica (tudo é feito no papel) e sete, quando a instituição é 100% digital. O nível seis dos hospitais brasileiros qualificados significa que o hospital possui a capacidade de ser totalmente eletrônico e pelo menos um de seus departamentos já opera dessa maneira. “A partir dessa avaliação, direcionamos a instituição para ela completar seu processo de digitalização e receber a certificação sete, como um hospital que melhor usa a tecnologia em seus processos”, explica o vice-presidente da HIMSS, John Daniels.
Para garantir a validação do nível de adoção da tecnologia da informação ligada ao prontuário médico, a HIMSS criou um modelo chamado Eletronical Medical Registration Addoption Model (Emram). “Quando um hospital deseja receber a certificação, nos envia seus dados eletrônicos, que são processados por um algoritmo nosso que gera uma pontuação. Se nessa etapa o centro de saúde é classificado com nível seis, a próxima etapa é uma visita de nossos auditores até o local para validar a certificação. Ninguém recebe o certificado seis sem uma vistoria presencial, nem passa para o nível sete sem antes ser validado como seis”, completa Daniels.

Unimed Recife 

Postagens mais visitadas deste blog

TRATAMENTO DA GENGIVA

As doenças periodontais são doenças inflamatórias crônicas, de origem infecciosa, que atacam a gengiva. As duas principais são a gengivite e a periodontite. A gengivite é caracterizada pelo sangramento da gengiva.

Já a periodontite é uma progressão da gengivite, na qual pode haver perdas óssea e do tecido que fica em torno do dente.

O que é gengivite?

Suas principais características são: gengiva com coloração avermelhada, inchada, sensível e presença de sangramento, decorrente da irritação causada pela placa bacteriana.

O que é periodontite?

É uma progressão da gengivite, podendo levar à perda das estruturas de sustentação do dente (gengiva, ligamento periodontal e osso), causada pelo tártaro (placa bacteriana calcificada). A progressão da doença periodontal e a falta de tratamento adequado podem levar à mobilidade dental (dentes moles), mudança na posição dentária e até a perda dos dentes.

Como tratar?

•Elimine a placa bacteriana aderida aos dentes, fazendo uma boa higiene bucal, com o uso …

Como funcionam os planos de saúde para quem é MEI (Micro Empreendedor Individual) ?

Para  contratar um plano de saúde empresarial é preciso ter um CNPJ ativo. Bastando apresentar na contratação: Comprovante de inscrição no CNPJ;Certificado do MEITer 2* ou mais pessoas para aderir ao planoAlguns planos de saúde permitem realizar a contratação a partir de 2 pessoas, já outros a partir de 3 pessoas.

Com uma boa alimentação e atividade física em dia, é mais fácil correr da obesidade.

A obesidade é uma doença crônica que afeta grande parte da população, sendo considerada fator de risco para diversas doenças.

O obeso tem mais propensão ao desenvolvimento de hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula.

Fatores psicológicos também podem ser afetados, acarretando diminuição da autoestima e até depressão.

A prática de atividades físicas e uma alimentação adequada são duas importantes formas de prevenção.


11 de outubro - Dia Nacional de Prevenção da Obesidade