Pular para o conteúdo principal

Saiba quais são as causas da calvície e cuide-se!


Cabelos ralos e as famosas “entradas”, nas laterais e região frontal da cabeça, podem até ser motivo de piada na roda de amigos. Porém, também devem funcionar de alerta para o início da calvície, que geralmente aparece após a adolescência, entre os 20 e 35 anos.

Mais comum entre os homens, a alopecia androgenética – nome científico da calvície – é causada pelo estímulo da testosterona nos folículos pilosos. A dermatologista do Hapvida, Samanta Meneguzzi, explica que esse estímulo leva à diminuição dos fios e, consequentemente, à queda.
“A cada ciclo, os fios tornam-se mais finos e vão caindo, podendo ocorrer até calvície total. A primeira região a ser acometida geralmente são as laterais frontais e a região central”, esclarece.


A especialista também conta como o processo de perda capilar acontece. “Nos homens, há uma enzima chamada 5-alfa-redutase, que transforma a testosterona em di-hidrotestosterona ou DHT, ativo metabólico responsável pelo afinamento dos cabelos e a diminuição dos folículos que geraria novos fios”.
Tipos
A calvície é apontada como a causa mais comum da perda de cabelo nos homens. No entanto, a especialista observa que causas internas, como anemia, disfunção de tireoide e doenças autoimunes devem ser sempre investigadas.
A dermatologista, que também é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, destaca que há vários tipos de calvície, “como a traumática, a seborreica, a emocional e a areata, que ocorre em placas do couro cabeludo e pode evoluir para alopecia total”, pontua a especialista.
Quem pensa que somente os homens estão à mercê da calvície se engana. De acordo com Samanta, as mulheres também podem ser atingidas,  mas só muito raramente chegam à calvície total.
“Em geral, apresentam um quadro de rarefação generalizada dos pelos que também se tornam mais finos. Geralmente, as manifestações da calvície feminina se agravam após a menopausa”.
Tratamento
Para o tratamento da calvície, a dermatologista frisa que o objetivo é dar prolongamento à vida útil dos folículos pilosos, retardando ou interrompendo o processo de queda dos cabelos. “Pode ser feito através do uso de substâncias aplicadas diretamente no couro cabeludo ou com medicamentos por via oral. No caso das mulheres, produtos que diminuem a ação dos hormônios androgênicos sobre os cabelos também são uma opção de tratamento”, indica.


Fonte : Hapvida 

Postagens mais visitadas deste blog

TRATAMENTO DA GENGIVA

As doenças periodontais são doenças inflamatórias crônicas, de origem infecciosa, que atacam a gengiva. As duas principais são a gengivite e a periodontite. A gengivite é caracterizada pelo sangramento da gengiva.

Já a periodontite é uma progressão da gengivite, na qual pode haver perdas óssea e do tecido que fica em torno do dente.

O que é gengivite?

Suas principais características são: gengiva com coloração avermelhada, inchada, sensível e presença de sangramento, decorrente da irritação causada pela placa bacteriana.

O que é periodontite?

É uma progressão da gengivite, podendo levar à perda das estruturas de sustentação do dente (gengiva, ligamento periodontal e osso), causada pelo tártaro (placa bacteriana calcificada). A progressão da doença periodontal e a falta de tratamento adequado podem levar à mobilidade dental (dentes moles), mudança na posição dentária e até a perda dos dentes.

Como tratar?

•Elimine a placa bacteriana aderida aos dentes, fazendo uma boa higiene bucal, com o uso …

Com uma boa alimentação e atividade física em dia, é mais fácil correr da obesidade.

A obesidade é uma doença crônica que afeta grande parte da população, sendo considerada fator de risco para diversas doenças.

O obeso tem mais propensão ao desenvolvimento de hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula.

Fatores psicológicos também podem ser afetados, acarretando diminuição da autoestima e até depressão.

A prática de atividades físicas e uma alimentação adequada são duas importantes formas de prevenção.


11 de outubro - Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

Como funcionam os planos de saúde para quem é MEI (Micro Empreendedor Individual) ?

Para  contratar um plano de saúde empresarial é preciso ter um CNPJ ativo. Bastando apresentar na contratação: Comprovante de inscrição no CNPJ;Certificado do MEITer 2* ou mais pessoas para aderir ao planoAlguns planos de saúde permitem realizar a contratação a partir de 2 pessoas, já outros a partir de 3 pessoas.